Pesquisar neste SITE

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

O QUE VOCË ACHA?

                                                                               Poesia de № 32


O que você acha
De esquecer
Tudo que lhe rodeia
E mergulhar na fantasia
Ver o mundo colorido
Fazer o proibido
Tornar sua vida uma magia
Sair desse círculo
E entrar num polígono
De infinitos lados e dimensões
Cantar a vida
E encantar corações
Lei, só a de Deus
Fita meus olhos nos seus
Viver sem destino
Pro que der e vier
Rir, mas rir com muito prazer
Rir bem alto sem temer
Do guarda lhe prender
Ir de contra o vento
Sem lenço sem documento
Amar, ame todas as pessoas
Sem exceção
Ame de coração
Viva a ilusão
Ande leve no ar
Assim como o avião
No céu não pode parar
Então não pare
Siga em frente
Pois ainda tem
Muito que passear
Mas não vá só
Leve seu bem querer
Pois a melhor emoção
É aquela dividida a dois
Cante com os pássaros
Tire uma flor
E dê pro seu amor
Pois o dia está lindo
E se chover
Estará lindo do mesmo jeito
Basta saber viver
Aproveite esse refresco
Lave essa sujeira
Que tem dentro de você
Mas não esqueça
Que está com seu amor
Então faça dele seu sabonete
Se arrume e se enfeite
Que a noite há de chegar
E a lua há de brilhar
Agora você já esqueceu
Todos os problemas
Agora você já percebeu
Todo esse emblema
É pura perdição
Você deixar de fazer
O que manda seu coração
Tente, invente
Mas faça diferente
Agora, se você não tiver
Uma pessoa com quem
Você possa fazer tudo isso
Então não faça
Porque a solidão
É a pior desgraça.

                                                       André Caldas             15/03/93

Nenhum comentário:

Postar um comentário