Pesquisar neste SITE

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

PEGUE NA MINHA MÃO

                                                                              Poesia de Nº 014

Pegue na minha mão
Que eu vou cantar uma canção
Que vem dentro do coração
Com a mais pura emoção
Deixando de lado a solidão
Como uma noite de São João
Tem foguete, fogueira e balão
Dançando forró no meio do salão
Ao som da sanfona, timbal e violão
Eu pego na sua mão
Como quem pega numa rosa de papelão
Sem deixar cair no chão
Pra não desmanchar a criação
E ao mesmo tempo a ilusão
De quem vive no bater de um coração.
                                                                      André Caldas    04/09/93

Um comentário:

  1. Passei aqui logo cedão
    Pra ler seus versos de tanta emoção
    E aproveitando a ocasião
    Dar uns cliques e fazer um "dinheirão"

    kkkkkkkkk
    Oi more, bom dia e muitos centavinhos pra você!! bjkss

    ResponderExcluir